Líder de Taiwan recebe primeira dose de vacina produzida na ilha

Líder de Taiwan recebe primeira dose de vacina produzida na ilha

A Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, recebeu hoje a primeira dose da vacina contra a covid-19 desenvolvida na ilha

A vacina, fabricada pela Medigen Vaccine Biologics Corp., recebeu a aprovação de emergência dos reguladores locais em julho, numa decisão que desencadeou forte polémica e oposição de vários setores da comunidade médica e científica de Taiwan.

Os reguladores locais contornaram a validação de estudos em larga escala e a longo prazo, tipicamente utilizados para aprovar vacinas. Em vez disso, compararam o nível de anticorpos que a vacina Medigen conseguiu gerar com o da AstraZeneca, aprovada por muitos governos e submetida a todas as três fases de ensaios clínicos.

A decisão de aprovar com base na nova norma levou um perito do comité consultivo de vacinas a demitir-se.

Os críticos afirmaram que a concessão da aprovação antes da conclusão de ensaios clínicos completos não fornece informação adequada sobre a eficácia da vacina no mundo real na proteção contra a covid-19, embora os estudos iniciais possam ter resultados promissores.

Os cientistas sabem que o nível de anticorpos no sangue está correlacionado com a proteção contra a doença, mas desconhece-se o nível exato necessário.

Os reguladores disseram que a Medigen será obrigada a apresentar dados de eficácia no mundo real no prazo de um ano após a aprovação. Na aprovação, indicaram que, de acordo com os dados fornecidos pela Medigen, mostraram que esta vacina produziu 3,4 vezes o nível de anticorpos neutralizantes como o da vacina da AstraZeneca.

Tsai recebeu a primeira dose da vacina esta manhã (hora local), em Taipé.

Desde sexta-feira passada, 40% da população de 23 milhões de habitantes de Taiwan tinha recebido pelo menos uma dose de uma vacina contra a covid-19.

A política de vacinação da ilha consiste em dar prioridade às primeiras doses, com apenas os grupos de maior risco e pessoal sanitário a receberem primeiro as duas doses necessárias a completar o processo.

Em maio, menos de 5% da população tinha recebido uma dose.

Taiwan permaneceu largamente livre de covid-19 durante um ano e meio, até um surto provocado pela variante alfa que se espalhou por toda a ilha em maio. Desde o início da pandemia, as autoridades registaram 828 mortos e 15.926 casos.

Nessa altura, Taiwan tinha recebido apenas cerca de 700 mil doses das vacinas que tinha adquirido. No entanto, conseguiu obter cerca de cinco milhões de vacinas doados pelo Japão e pelos Estados Unidos.

A covid-19 provocou pelo menos 4.423.173 mortes em todo o mundo, entre mais de 211,3 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência de notícias France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.639 pessoas e foram contabilizados 1.019.420 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Related posts
BrasilDesporto

Brasil-Argentina suspenso após intervenção das autoridades sanitárias

ChinaPolítica

Comissário do MNE acusa EUA de politizar vírus

MundoPortugal

Pandemia reduziu natalidade, especialmente em Portugal, Espanha e Itália

ChinaPolítica

Embaixada da China nos EUA denuncia “manipulação política”

Assine nossa Newsletter