As relações entre Angola e Brasil "são das mais intensas que existem"

As relações entre Angola e Brasil “são das mais intensas que existem”

Embaixador brasileiro em Angola, em entrevista ao Jornal de Angola. Para Rafael Mello Vidal, os dois Governos têm mais convergências do que parece. “Quando olho para a agenda do Presidente João Lourenço e quando vemos a agenda do Presidente Jair Bolsonaro, existem muitos elementos convergentes, como, por exemplo, o combate à corrupção, o fortalecimento das instituições, a liberalização da economia, a atracção de investimentos, as reformas fiscais”. O diplomata caracterizou o problema da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) como jurídico-consular e político, deixando claro o respeito pela soberania e instituições angolanas

Que avaliação faz das relações políticas e diplomáticas entre o Brasil e Angola?

As relações entre o Brasil e Angola caminham por si só, na medida em que a pauta (agenda) das relações entre os dois países tem sido construída ao longo de várias décadas, em especial desde a Independência Nacional, quando o Brasil tinha sido o primeiro Estado a reconhecer formalmente Angola. Na verdade, são relações edificadas ao longo de séculos de integração dos povos, das famílias angolanas e brasileiras. Angola e Brasil estão na raiz da construção das  suas cidadanias e, a partir desta raiz comum, Brasil e Angola desenvolvem relações políticas, diplomáticas, que se têm mostrado à altura dos desafios comuns. Costumo dizer que Angola é para o Brasil um vizinho imediato, separado apenas pela fronteira atlântica, que é, cada vez mais, uma fronteira de aproximação e de integração. Esse relacionamento faz-se em sectores muito im-portantes, como a inclusão cultural, os laços comerciais, os investimentos, a componente consular, a colaboração técnica e científica, a formação e o treinamento de brasileiros e angolanos, a cooperação edu- cacional, que é fortíssima. Para os dois países, considero que as relações são as mais completas que existem, em função da variedade das áreas. Existem países com os quais o Brasil tem uma agenda importante, mas existem países com os quais nós temos uma agenda integral e é isto o que acontece entre o Brasil e Angola.

Leia mais em Jornal de Angola

Assine nossa Newsletter