Início » Terceira dose para idosos? “Temos de chegar ao outono com maiores de 16 anos vacinados”

Terceira dose para idosos? “Temos de chegar ao outono com maiores de 16 anos vacinados”

Quanto à realização de testes à imunidade dos utentes dos lares à doença, Miguel Castanho recorda que “os testes de imunidade que se fazem não são testes completos”.

investigador do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa Miguel Castanho defende que, antes de se pensar na administração de uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 aos utentes dos lares, é importante atingir o objetivo principal: “Chegar ao outono com praticamente todos os maiores de 16 anos já vacinados”.

Ao contrário do que defendeu o virologista Pedro Simas em entrevista à TSF, Miguel Castanho considera que a decisão de administrar uma terceira dose aos idosos pode pôr a estratégia atual em risco.

“Nós temos de pensar na vacinação como uma estratégia global. Não podemos fazer divergir o nosso plano de cada vez que suscitar uma questão nova como a vacinação das crianças ou a terceira dose para determinado grupo. Arriscamos que na nossa estratégia estejamos sempre a fugir àquilo que foi planeado e, portanto, falhemos o objetivo principal”, sustenta.

Leia mais em TSF

Contact Us

Generalist media, focusing on the relationship between Portuguese-speaking countries and China.

Plataforma Studio

Newsletter

Subscribe Plataforma Newsletter to keep up with everything!