Tribunal de Hong Kong nega liberdade sob caução a editores do "Apple Daily" - Plataforma Media

Tribunal de Hong Kong nega liberdade sob caução a editores do “Apple Daily”

O Tribunal de Kowloon Ocidental, em Hong Kong, recusou hoje libertar sob caução quatro ex-editores do extinto jornal Apple Daily, crítico de Pequim, acusados de violar a lei da segurança nacional, informou a cadeia pública de televisão RTHK.

Trata-se do editor associado Chan Pui-Man, do responsável da secção em inglês do diário, Fung Wai-kong, do ex-diretor-executivo Lam Man-chung, detido na quarta-feira, e do editor Yeung Ching-kei, todos acusados de conluio com forças estrangeiras, alegadamente por pedirem sanções contra dirigentes de Pequim e de Hong Kong.

Para este tipo de crime, a lei da segurança nacional, imposta por Pequim ao território semi-autónomo, prevê penas que podem ir até à prisão perpétua.

Segundo a agência de notícias Efe, os quatro estão acusados por factos que remontam ao período entre julho de 2020 e abril de 2021.

O juiz Victor So rejeitou o pedido de libertação apresentado pelos advogados de defesa, afirmando que não há elementos que permitam concluir que os quatro “não voltarão a cometer mais atos que ponham em risco a segurança nacional”.

Leia mais em Jornal de Notícias

Related posts
ChinaHong Kong

EUA instam Hong Kong a “parar de atacar a comunicação social”

ChinaHong Kong

Jornal Apple Daily diz que liberdade de imprensa em Hong Kong "está por um fio"

Hong KongPolítica

Polícia de Hong Kong detém responsáveis de jornal por conspiração com forças estrangeiras

MundoPolítica

Polícia faz buscas em escritórios de magnata dos 'media' Jimmy Lai

Assine nossa Newsletter