Tóquio2020: Compositor da música de abertura dos Jogos renuncia após escândalo

Tóquio2020: Compositor da música de abertura dos Jogos renuncia após escândalo

O compositor da música para a cerimónia de abertura de Tóquio2020, Keigo Oyamada, anunciou hoje a demissão da equipa criativa dos Jogos Olímpicos, devido ao escândalo gerado por entrevistas em que admitiu ter feito ‘bullying’ a colegas de infância

Keigo Oyamada, de 52 anos, conhecido artisticamente como Cornelius, afirmou, em várias entrevistas publicadas entre 1994 e 1995 por uma revista japonesa, que tinha submetido colegas a atos degradantes, “sem qualquer arrependimento”, incluindo alguns portadores de deficiência.

A comissão organizadora de Tóquio2020 decidiu aceitar a renúncia do compositor, qualificando as suas ações de “absolutamente inaceitáveis”, e pediu desculpa por, já depois de ter conhecimento das entrevistas, ter permitido a Keigo Oyamada continuar a trabalhar para a promoção do evento.

Oyamada pediu “sinceras desculpas” após o ressurgimento das suas polémicas declarações nas redes sociais, por “ter incomodado muitas pessoas” com as suas “ações extremamente imaturas”, e os organizadores de Tóquio2020, apesar de considerarem o comportamento “impróprio”, defenderam a continuidade do compositor na organização dos Jogos.

Related posts
AngolaDesporto

Angola perde com Países Baixos no torneio de andebol feminino

BrasilDesporto

Rayssa Leal dispensa festa na chegada ao Brasil

BrasilDesporto

Japonês que venceu Medina nas Olimpíadas é fluente em português e fã de açaí

Desporto

Japão mantém domínio absoluto no judo masculino com novo ouro

Assine nossa Newsletter