Vereador luso-brasileiro lança frente parlamentar Porto Alegre/Portugal

Vereador luso-brasileiro lança frente parlamentar Porto Alegre/Portugal

O vereador luso-brasileiro Mauro Pinheiro presidirá a frente parlamentar Porto Alegre/Portugal, lançada na quarta-feira na capital estadual do Rio Grande do Sul, visando dinamizar os negócios entre os dois países, disse à Lusa o político.

“Aqui, na Câmara de Vereadores de Porto Alegre [cidade do sul do Brasil], costumamos criar frentes parlamentares para discutir assuntos de interesse da cidade e eu, como tenho dupla cidadania, cada dia mais vejo uma aproximação das pessoas ligadas a Portugal, da comunidade portuguesa, não só em Porto Alegre, mas também no estado”, disse o vereador, antes do lançamento oficial.

Com família natural da Póvoa do Varzim, Mauro Pinheiro, do Partido Liberal brasileiro, conseguiu que a frente parlamentar fosse aprovada por unanimidade, pelos 36 vereadores, para “aproximar ainda mais” Porto Alegre de Portugal e aproveitar as relações histórica já existentes para desenvolver projetos de cooperação económica, cultural e tecnológica.

“Porto Alegre foi fundada por portugueses e, no próximo ano, completaremos 250 anos. (…) Então, já temos ligações e, através desta Frente Parlamentar, queremos aproximar as duas regiões ainda mais”, frisou.

Entre os planos do vereador está levar a Web Summit, considerada uma das maiores cimeiras tecnológicas do mundo, para Porto Alegre.

“A ideia é começar, a partir de agora, a ouvir iniciativas mais diversas dos dois lados como, por exemplo, a possibilidade de a Web Summit vir para o Brasil, que tem toda uma relação com Portugal. Essa é uma das questões que queremos discutir e aprimorar e, quem sabe, trazer o evento para Porto Alegre”, revelou o vereador, que admitiu participar com frequência em reuniões das comunidades portuguesas.

“Há também a parte económica, de trazer produtos portugueses e de Porto Alegre para Portugal. (…) Hoje temos uma obra importante, que é a Orla do Guaíba, que foi vencida por uma empresa portuguesa. Então, queremos fazer essa interação entre os dois povos, porque sabemos que há facilidades, como ter a mesma língua, que facilita bastante a relação entre os dois países”, acrescentou.

O político brasileiro garantiu que a frente parlamentar em causa “não tem uma ideologia política”, sendo que os 36 vereadores que integram a Câmara têm assento nas reuniões.

O lançamento da frente parlamentar contou com a presença da vice-cônsul Maria Filipa Carvalho da Silva Mendonça e do embaixador de Portugal em Brasília, Luís Faro Ramos, que iniciou na quarta-feira uma viagem ao estado brasileiro do Rio do Sul.

“Estou em Porto Alegre e é um grato prazer ser testemunha do lançamento desta frente parlamentar. (…) Certamente contribuirá para o estreitamento das relações entre o Rio Grande do Sul e Portugal. Estamos no início do processo (…) mas, evidentemente, havendo um consenso a nível da Câmara dos Vereadores, estando representados vereadores das várias forças políticas, é um passo muito positivo e que não posso deixar de saudar”, avaliou o diplomata.

“É também uma satisfação começar esta visita de trabalho ao Rio grande do Sul com este evento. É uma visita com um programa muito completo, com uma componente institucional importante, porque estou a apresentar-me às autoridades municipais e estaduais do Rio Grande do Sul”, acrescentou o embaixador.

À Lusa, Luís Faro Ramos disse ainda que a viagem terá uma forte componente consular, em que abordará questões relacionadas com as comunidades portuguesas naquela região do Sul do Brasil, assim como uma vertente económica e cultural.

O embaixador ficará no Rio Grande do Sul até ao final da semana, tendo encontro marcado com o governador, Eduardo Leite, com o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, e com outras figuras políticas da região, assim como visitas ao Hospital Beneficência Portuguesa e à Pontifícia Universidade Católica.

Assine nossa Newsletter