Vacinação indevida no Porto: Suspensa diretora de centros de saúde do Porto Oriental - Plataforma Media

Vacinação indevida no Porto: Suspensa diretora de centros de saúde do Porto Oriental

Gouveia e Melo reage a casos de vacinação em maiores de 18 anos no Porto: “É um ato de indisciplina”. Caso foi comunicado a PJ e Inspeção Geral de Atividades em Saúde. Fonte da task force do plano de vacinação confirma suspensão temporária da diretora do agrupamento de centros de saúde do Porto oriental.

Gouveia e Melo pediu que se retirassem consequências do processo de vacinação indevida no Porto e esta manhã de sexta-feira foi suspensa temporariamente a diretora do agrupamento de centros de saúde do Porto oriental, avançou a SIC Notícias e confirmou ao DN fonte da ‘task force’.

O caso aconteceu na quinta-feira. “Tentámos recolher dados, em duas, três horas, e mal tivemos o mínimo de confirmação, fizemos uma participação ao nosso contacto com a Polícia Judiciária e à Inspeção-Geral de Atividades em Saúde e falei com o presidente da ARS Norte para que não voltasse a acontecer se tirassem consequências, porque, para todos os efeitos, é um ato de indisciplina”, disse Gouveia e Melo, coordenador da ‘task force’ de vacinação, que se encontra em Porto Santo a acompanhar o processo de vacinação.

Leia mais em Diário de Notícias

Assine nossa Newsletter