António Costa atrasa 10 anos pagamento de dívida herdada de Passos - Plataforma Media

António Costa atrasa 10 anos pagamento de dívida herdada de Passos

IGCP avança hoje com a primeira troca de dívida do ano. Operação vai permitir pagar já dívida cara e substituí-la por dívida mais barata a amortizar mais tarde.

Em 2024, o Estado português teria de pagar cerca de 16 mil milhões de euros aos seus credores de mercado e privados (bancos, fundos de investimento, gestoras de ativos, fundos de pensões). A esmagadora maioria deste endividamento aconteceu em 2013, 2014 e 2015, sob a gestão do governo do PSD-CDS, de Pedro Passos Coelho.

No entanto, para começar a reduzir o esforço previsto para esse ano, hoje a agência que gere a dívida pública (IGCP) vai avançar com uma operação de troca de obrigações do tesouro (OT) que permitirá aliviar esse pico na dívida de médio e longo prazo, comprando (amortizando mais cedo) parte da OT que venceria em 2024 por conta de um reembolso mais tardio, em 2034.

Ou seja, a dívida não desaparece, de facto, mas torna-se mais gerível pois os reembolsos deixam de estar tão concentrados em 2024.

De acordo com o IGCP, que é tutelado pelo Ministério das Finanças, a República também vai fazer o mesmo alisamento na dívida devida em 2022 (vai comprar parte da OT cujo reembolso está previsto para esse ano), contraindo nova dívida, mas que só terá de ser amortizada em 2028.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Artigos relacionados
PolíticaPortugal

Costa antecipa "aumento histórico" das pensões em 2023 em Portugal

PolíticaPortugal

Portugal e Reino Unido. "É altura de relançar a mais antiga aliança que existe"

Portugal

Salários da função pública podem subir abaixo da inflação em 2023

EconomiaPolítica

Governo português prevê despesa de 300 milhões com bancos falidos

Assine nossa Newsletter