Biden nomeia embaixador dos EUA em Angola e São Tomé e Príncipe - Plataforma Media

Biden nomeia embaixador dos EUA em Angola e São Tomé e Príncipe

O diplomata Tulinabo S. Mushingi foi nomeado pelo presidente norte-americano, Joe Biden, para embaixador em Angola e São Tomé e Príncipe, deixando o posto de embaixador em Dacar e Bissau.

Segundo nota da Casa Branca, a que a Lusa teve acesso, o sucessor de Nina Maria Fite no cargo de embaixador em Luanda é um veterano diplomata de carreira, com a categoria de conselheiro.

Antes do atual posto em Dacar e Bissau, Mushingi foi embaixador no Burkina Faso e chefe de missão adjunto da Missão dos Estados Unidos em Adis Abeba, Etiópia.

Exerceu também funções de topo no Departamento de Estado, e esteve colocado em representações diplomáticas norte-americanas em Dar es Salaam (Tanzânia), Casablanca (Marrocos), Moçambique e Malásia

Doutorado pela Georgetown University, Mushingi é licenciado pela Howard University, além de graduado pelo Instituto Superior de Educação de Bukavu, República Democrática do Congo, seu país natal.

Segundo a nota da Casa Branca, fala português, francês e swahili.

Depois de nomeados pelo presidente, os diplomatas norte-americanos têm de ser confirmados no posto pelo Senado, depois de ouvidos em comissão.

Para substituir Mushingi em Dacar e Bissau, a Casa Branca indicou Michael Raynor, ex-embaixador dos Estados Unidos na Etiópia.

Raynor foi diretor de missão adjunto da Embaixada dos Estados Unidos em Cabul, Afeganistão, e também embaixador no Benim.

Segundo nota do Departamento de Estado, o novo representante em Dacar e Bissau exerceu anteriormente cargos de chefia na diplomacia norte-americana, nomeadamente o de diretor executivo do Gabinete de Assuntos Africanos.

Related posts
LifestyleMundo

McDonald's e Uber vão incentivar americanos a receber a vacina

ChinaMundo

Xinjiang: Embaixador nos EUA considera “genocídio uma mentira absoluta”

MundoPolítica

Covid-19: Governo dos EUA diz que vai apoiar suspensão de patentes de vacinas

MundoPolítica

Coreia do Norte rejeita conversações com Estados Unidos

Assine nossa Newsletter