Vacinas: Cidade na China pede desculpa por aviso controverso

Vacinas: Cidade na China pede desculpa por aviso controverso

Uma cidade do sul da China cancelou o seu controverso aviso de vacinação COVID-19 na quarta-feira, que alegava “colocar na lista negra” a população local não vacinada e proibi-la de apanhar transportes públicos e entrar em locais públicos, tais como restaurantes e supermercados.

Numa declaração divulgada online, as autoridades da cidade de Wancheng, província de Hainão, no sul da China, disseram que cancelariam todas as penalidades possíveis que o aviso mencionava. “Pedimos sinceras desculpas pela forma imprópria como mobilizámos a vacinação”, lê-se na declaração.

Os residentes de Wancheng confirmaram que o governo local havia retirado o aviso. “Os avisos foram recentemente afixados em comunidades residenciais, mas eu não os vi hoje”, disse um proprietário de uma loja local. Outro residente, que recebeu a vacinação na semana passada, disse que não havia funcionários do governo que o obrigassem a fazê-lo. “A decisão de ser vacinado foi minha”, disse.

O aviso provocou um debate acalorado nos meios de comunicação social chineses, com alguns cidadãos a criticarem a indelicadeza e o abuso de poder de alguns governos regionais no lançamento da vacina. Mas outros disseram que era aceitável que os funcionários de base utilizassem alguns “meios especiais” para persuadir as pessoas a serem vacinadas, o que é uma das coisas mais urgentes na China neste momento. 

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
ChinaSociedade

Covid-19: China vai instalar "linha de demarcação" no cume do Evereste

BrasilSociedade

Grandes cidades brasileiras ficam sem vacina para a segunda dose

SociedadeTimor-Leste

Primeiras dez mil doses de vacinas oferecidas pela Austrália chegam na quarta-feira a Timor

ChinaMundo

UE enfrenta “difamação” de vacinas orquestradas em Moscovo e Pequim

Assine nossa Newsletter