Ambientes rurais sobem ao topo das tendências do turismo em 2021 - Plataforma Media

Ambientes rurais sobem ao topo das tendências do turismo em 2021

Apoios ao turismo em Portugal e Espanha vão ser importantes para setor recuperar aquando do alívio das restrições, diz OMT. Organização diz que retoma do turismo internacional ditará “procura mais forte” por viagens autênticas, em zonas campestres.

O turismo em Portugal vive dias de grande incerteza. Depois de 2020 ter sido um dos piores anos de que há memória, os primeiros meses de 2021 são uma continuação do ano passado. Com a Páscoa já perdida – devido ainda às fortes restrições à escala nacional e europeia – muitos esperam que o sol e o calor a partir de junho animem a atividade. Longe dos números de 2019 -, as projeções dos organismos internacionais sugerem que isso poderá acontecer em 2023 – a Organização Mundial do Turismo (OMT) acredita que, pelo menos, uma parte da herança da pandemia se vai prolongar nos próximos meses e anos: o turismo interno vai ser o primeiro a recuperar, com as zonas rurais a continuarem a assumir um papel relevante.

“Como vimos nos últimos meses, o turismo interno vai regressar antes do turismo internacional e, com isto, chegam oportunidades para as áreas rurais em particular. As ações levadas a cabo pelo governo para desenvolver infraestruturas e novas experiências, com instrumentos como o programa Revive, vai reforçar esta tendência”, diz em entrevista ao DinheiroVivo Zurab Pololikashvili, secretário-geral da OMT. “Com a retoma do turismo internacional, antecipamos uma procura mais forte por experiências de viagem autênticas e únicas, incluindo experiências na natureza e em ambiente rural”.

Leia mais em Dinheiro Vivo

Assine nossa Newsletter