Governo chinês autoriza abertura de duas novas licenciaturas em língua portuguesa

Governo chinês autoriza abertura de duas novas licenciaturas em língua portuguesa

O ministério da Educação chinês autorizou a abertura de duas novas licenciaturas em língua portuguesa, elevando para mais de 30 o número daquele tipo de cursos na China continental

Os dois novos departamentos de português foram criados na Universidade Normal de Hebei e na Universidade Normal de Hunan. As licenciaturas arrancam oficialmente em Setembro.

O curso na Universidade Normal de Hebei vai ter 30 alunos no seu primeiro ano lectivo e ambiciona apoiar a criação de uma Faculdade dedicada ao futebol naquela instituição de ensino superior. “Estamos a tentar criar uma Faculdade para o futebol e um centro para a formação de professores de chinês que vão ensinar para os países de língua portuguesa”, disse a directora do novo departamento de português, Qiao Jianzhen. “Sem a língua, seria impossível desenvolver estes intercâmbios mais profundos”, explicou.

O departamento de português quer capacitar os professores que leccionam chinês nos Institutos Confúcio (IC) que operam nos países lusófonos, através da criação de um curso livre, para além da licenciatura. “Faltam professores que falem português, tanto no Brasil como em Portugal”, explicou Qiao, que leccionou, desde 2005, no IC.

Leia mais em Hoje Macau

Related posts
BrasilCultura

Museu da Língua Portuguesa reabre as portas para o público

AngolaBrasil

Projeto quer ajudar a combater insucesso escolar em Portugal, Brasil, Angola e Moçambique

CulturaEntrevista

"As coisas estão diferentes, mas não estou em pânico com o futuro da língua portuguesa”

MoçambiqueSociedade

Covid-19: Ensino em Moçambique sofreu danos que podem ser irreversíveis

Assine nossa Newsletter