China tem plano para garantir governantes 'patriotas' em Hong Kong - Plataforma Media

China tem plano para garantir governantes ‘patriotas’ em Hong Kong

A China quer ter certeza de que apenas os “patriotas” podem se apresentar nas eleições em Hong Kong (sul) – declarou nesta segunda-feira (22) uma autoridade do governo central, em um contexto de crescente influência de Pequim na política local do território semiautônomo.

Os comentários do diretor do Escritório para Assuntos de Hong Kong e Macau, Xia Baolong, surgem a menos de duas semanas da sessão anual da Assembleia Nacional Popular (ANP), o Parlamento chinês.

O evento começará em 5 de março, em Pequim, e pode levar a novas medidas para reforçar o controle do território semiautônomo, depois de ter imposto, no ano passado, uma lei sobre segurança nacional.

“A aplicação do princípio de que os patriotas devem governar Hong Kong requer várias medidas simultâneas. A principal e mais urgente é aperfeiçoar o sistema e, em particular, aperfeiçoar sem demora o sistema eleitoral”, declarou Xia Baolong.

Com 7 milhões de habitantes, Hong Kong nunca gozou de uma democracia plena: nem sob o governo britânico, nem desde que foi devolvida à China, em 1997.

Assine nossa Newsletter