Angola quer mais apoio ao desenvolvimento - Plataforma Media

Angola quer mais apoio ao desenvolvimento

A representante permanente de Angola junto das Nações Unidas defendeu, segunda-feira, em Nova Iorque, em nome do Grupo Africano, maior assistência aos esforços de recuperação e desenvolvimento sustentável.

Maria de Jesus Ferreira advogou o ajustamento das actividades da ONU-Mulheres, para ajudar os Estados membros, sobretudo africanos, a alcançarem “resultados tangíveis relevantes” para o actual contexto da Covid-19.

Ao intervir na sessão regular do Conselho Executivo da ONU-Mulheres, em nome do Grupo Africano, a representante permanente de Angola junto das Nações Unidas reconheceu que a organização fez vários esforços para se alinhar, totalmente, às reformas do sistema de desenvolvimento das Nações Unidas em apoio à igualdade de género e empoderamento das mulheres.

A diplomata alertou para a necessidade de “uma forte abordagem baseada no desenvolvimento e alinhamento com as prioridades nacionais dos países africanos, uma vez que os impactos sociais e económicos da pandemia afectaram desproporcionalmente mulheres e meninas, especialmente em situações humanitárias e em áreas rurais”.

A representante de Angola reconheceu haver, ainda, muito a fazer para empoderar as mulheres, proporcionando-lhes as mesmas oportunidades dos homens. “A ONU-Mulheres deve fortalecer a sua presença em África, por meio de escritórios nacionais bem financiados, para se concentrar no apoio social e económico de qualidade às mulheres no nosso continente”, advogou Maria de Jesus Ferreira.

Leia mais em Jornal de Angola

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MundoSociedade

Gana é o primeiro país a receber vacinas da Covax

MundoPolítica

Ruptura ameaça todas as nações

MundoSociedade

Migrantes pelo mundo chegam aos 281 milhões

MundoPolítica

Tratado da ONU sobre Proibição de Armas Nucleares entra em vigor

Assine nossa Newsletter