Opositor russo preso apela às pessoas para "tomarem as ruas" - Plataforma Media

Opositor russo preso apela às pessoas para “tomarem as ruas”

O mais proeminente líder da oposição russa, Alexei Navalny, pediu hoje aos seus apoiantes para tomarem as ruas depois de um tribunal organizado à pressa ter ordenado que ele fosse preso por 30 dias. Navalny chegou a Moscovo no domingo


O tribunal improvisado – instalado numa esquadra de polícia nos arredores de Moscovo, onde Navalny estava detido – concordou com um pedido do Ministério Público russo para que Navalny fosse mantido sob custódia até 15 de fevereiro.

Navalny, o mais conhecido crítico interno do Presidente Vladimir Putin, foi levado à esquadra depois de uma dramática detenção no aeroporto no domingo, que gerou repúdio do Ocidente e pedidos de chefes de Estado pela sua libertação imediata.

Num vídeo divulgado pela sua equipa logo após a decisão, o ativista anticorrupção de 44 anos pediu aos seus apoiantes para que protestem e levem essa indignação às ruas das cidades russas.

O chefe da rede regional de apoio a Navalny, Leonid Volkov, disse que estão em marcha preparativos para os protestos a serem organizados em todo o país no próximo sábado, 23 de janeiro.

Navalny foi preso quando voltava da Alemanha para a Rússia pela primeira vez desde que foi envenenado com um gás nervoso em agosto e levado para Berlim em coma induzido. O serviço penitenciário russo FSIN disse que deteve o opositor por este violar os termos de uma pena suspensa que recebeu em 2014, sob acusações de fraude que Navalny garante terem motivação política.

Artigos relacionados
MundoPolítica

Crítico do Kremlin, Alexei Navalny, regressou a Moscovo. Quatro apoiantes detidos

Política

Alexei Navalny: "Putin foi apanhado com uma arma apontada à minha cabeça"

Política

Alexei Navalny deixa o hospital e tem possibilidade de recuperação

Sociedade

Vestígios de Novichok em garrafa de água encontrada no quarto de hotel de Navalny

Assine nossa Newsletter