Crítico do Kremlin, Alexei Navalny, regressou a Moscovo. Quatro apoiantes detidos - Plataforma Media

Crítico do Kremlin, Alexei Navalny, regressou a Moscovo. Quatro apoiantes detidos

Um vôo que transportava o crítico do Kremlin Alexei Navalny de volta à Rússia aterrou em Moscovo depois de ter sido desviado de um aeroporto diferente onde os seus apoiantes e os media se concentraram, disseram jornalistas da AFP no avião

Alexey Navalny, mediática figura da oposição a Putin, de 44 anos, corre o risco de prisão iminente. A polícia russa deteve este domingo quatro de seus principais aliados que se reuniram no aeroporto de Vnukovo, em Moscou, onde ele deveria aterrar, antes de o seu voo ter sido desviado para Sheremetyevo.

Navalny terá sido envenenado, em agosto do ano passado, por agentes do Serviço Federal de Segurança da Federação Russa (FSB). Depois de a sua mulher apelar diretamente a Putin para que o marido pudesse viajar para a Alemanha para ser tratado, Navalny viajou então para Berlim, a 22 de agosto. Cerca de uma semana depois, a chanceler alemã Angela Merkel declarou que os resultados do laboratório mostraram “sem sombra de dúvida” que o envenenamento foi “uma tentativa de assassinato com agente nervoso”. Perante isto, a União Europeia impôs sanções a vários altos funcionários, incluindo o diretor do FSB, Aleksandr Bortnikov, argumentando que se tratava do “responsável por apoiar as pessoas que executaram ou estiveram envolvidas no envenenamento” de Navalny.

Artigos relacionados
Política

Alexei Navalny deixa o hospital e tem possibilidade de recuperação

Sociedade

Vestígios de Novichok em garrafa de água encontrada no quarto de hotel de Navalny

Assine nossa Newsletter