Desaconselhada mistura de vacinas de fabricantes diferentes - Plataforma Media

Desaconselhada mistura de vacinas de fabricantes diferentes

A instituição de saúde britânica Public Health England (PHE) desaconselhou este sábado a mistura de vacinas provenientes de fabricantes diferentes salvo em raras ocasiões, dois dias antes do lançamento generalizado do programa de vacinação no país

De acordo com a agência espanhola de notícias, a Efe, a advertência deste organismo de saúde britânico chega dois dias antes da aceleração do programa nacional de imunização, com a introdução de uma segunda vacina contra o novo coronavírus, da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca, aprovada recentemente pelos reguladores britânicos.

Esta vacina poderá começar a ser utilizada juntamente com a da Pfizer/BioNTech, anteriormente autorizada, que começou a ser administrada à população em dezembro.

Numa série de recomendações divulgadas na véspera de Ano Novo pelo Governo aos profissionais de saúde do National Health Service, o equivalente britânico ao Serviço Nacional de Saúde, era indicado que se uma pessoa já tinha recebido uma primeira injeção das duas doses requeridas, e a segunda não estava disponível, era “razoável” oferecer-se um dose de outra vacina.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MundoSociedade

OMS faz primeira aprovação de emergência à vacina da Pfizer

MundoSociedade

Mais 30 mil podem ser vacinados com dose extra por frasco da Pfizer

ChinaSociedade

China aprova primeira vacina para comercialização

PortugalSociedade

Covid-19: A sala onde se trava o "combate do século"

Assine nossa Newsletter