China disponível para fornecer ajuda alimentar a São Tomé e Príncipe - Plataforma Media

China disponível para fornecer ajuda alimentar a São Tomé e Príncipe

A embaixadora da China em São Tomé e Príncipe, Xu Yingzhen, disse hoje que o seu país está disposto a “considerar positivamente” um pedido de ajuda alimentar do Governo de São Tomé e Príncipe.

“Acho que no futuro, se São Tomé e Príncipe formular esse tipo de pedido de ajuda, a parte chinesa vai considerar positivamente”, referiu a diplomata, em declarações a jornalistas.

Os dois países têm relações de cooperação a vários níveis, designadamente nas áreas da agricultura, saúde, educação e infraestruturas, mas não inclui ajuda alimentar, um acordo que existe por exemplo com o Japão, que anualmente fornece arroz ao país no valor de mais de três milhões de euros.

A diplomata da China popular encontrou-se com o secretário de Estado do Comércio e Indústria são-tomense, Eugénio Graça, para discutir a cooperação comercial entre os dois Estados.

“Trocámos opiniões sobre a área do comércio porque os dois governos coincidem na opinião de que o comércio é uma área de cooperação muito importante”, referiu Xu Yingzhen.

A China quer incentivar um novo modelo de cooperação comercial com o arquipélago e avançou ao executivo são-tomense como introduzir no mercado chinês os produtos de São Tomé e Príncipe.

“Chegámos a acordo de que São Tomé e Príncipe vai aproveitar bem a Feira Internacional de Importação de Xangai e o Fórum Macau para fazer com que os seus produtos possam ter acesso ao mercado chinês”, explicou a diplomata, no final do encontro com o governante.

As duas partes analisaram também o estado da cooperação a nível da Educação.

São Tomé e Príncipe tem dezenas de estudantes em formação na China, mas a pandemia de covid-19 obrigou à suspensão do envio de mais estudantes para formação.

“Consideramos a educação uma área muito importante no futuro da cooperação entre os dois países e pensamos que no próximo ano, quando for controlada a situação da pandemia, podemos retomar essa cooperação” sublinhou a diplomata.

A nova embaixadora da China Popular foi acreditada em 09 deste mês pelo presidente Evaristo Carvalho, substituindo no cargo Wang Wei que exerceu estas funções durante cerca de quatro anos.

Artigos relacionados
ChinaPolítica

Ex-líder do Fórum Macau é a nova embaixadora da China em São Tomé e Príncipe

ChinaEconomia

Fórum quer apoiar turismo nos países de língua portuguesa

LusofoniaMacau

Embaixador de São Tomé novo secretário-geral adjunto do Fórum Macau

Assine nossa Newsletter