Portugal prevê destacar cerca de 1400 militares no estrangeiro em 2021 - Plataforma Media

Portugal prevê destacar cerca de 1400 militares no estrangeiro em 2021

A Defesa Nacional empregou no estrangeiro em 2020 cinco navios, sete aeronaves e 66 veículos.

O ministro da Defesa Nacional anunciou esta quarta-feira que Portugal prevê empenhar um efetivo de 1435 militares nas Forças Nacionais Destacadas no estrangeiro em 2021, durante a última audição parlamentar do ano pela Comissão de Defesa.

Assim, face ao efetivo de 1738 militares empenhados em 22 missões da NATO, União Europeia, Nações Unidas ou bilaterais previsto para 2020, em verifica-se um decréscimo de 303 elementos em 2021, ou seja, menos cerca de 18%.

Além dos meios humanos, a Defesa Nacional previu empregar no estrangeiro em 2020 cinco navios, sete aeronaves e 66 veículos, segundo o documento oficial do Estado-Maior General das Forças Armadas.

A propósito das missões internacionais, o deputado socialista Diogo Leão questionou João Gomes Cravinho sobre a anunciada disponibilidade das Forças Armadas portuguesas para prestarem apoio a Moçambique no combate ao terrorismo na região de Cabo Delgado.

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
Eleitos

Situação da Comunidade Portuguesa em Cabo Delgado e a Cooperação Portuguesa com Moçambique

MoçambiquePolítica

Cabo Delgado: Mudanças na chefia das Forças Armadas sinalizam desejo de inflexão

MoçambiquePolítica

É preocupante a “incapacidade” dos países africanos para resolver violência em Cabo Delgado

MoçambiqueMundo

África do Sul considera "preocupante" a falta de ação regional em Cabo Delgado

Assine nossa Newsletter