Covid-19 e a crise nos media: "Não sabemos ainda o que vai acontecer" - Plataforma Media

Covid-19 e a crise nos media: “Não sabemos ainda o que vai acontecer”

Ricardo Alexandre, diretor adjunto da TSF – Rádio Notícias, em Portugal, foi um dos intervenientes convidados pelo Plataforma e pela Fundação Rui Cunha para participar num Webinar onde se debateu os efeitos da pandemia nos media , que contou com outros jornalistas espalhados pelo mundo lusófono.

O jornalista iniciou a sua intervenção com a preocupação que os media têm sobre o futuro, que se revela incerto. “Não sabemos o que vai acontecer”, disse, referindo que, até outubro, os efeitos da pandemia não se fizeram sentir dada a inalteração nas receitas publicitárias da TSF. No entanto, Ricardo explica que o “progressivo confinamento nestes últimos dois meses do ano vieram complicar outra vez as coisas”, explicando que a época natalícia garantia aos meios de comunicação mais receitas publicitárias “por causa dos investimentos que as marcas fazem na época”. A entrada no ano de 2021 traz muitas dúvidas, mas Ricardo pinta um cenário negro.

No fim da sua primeira intervenção, o diretor adjunto da TSF – Rádio Notícias mostrou preocupação com o novo formato de jornalismo que tem vindo a crescer como consequência das barreiras que a pandemia de Covid-19 impôs à atividade – o jornalismo à distância.

Veja o vídeo completo da primeira intervenção de Ricardo Alexandre.

Numa segunda intervenção, Ricardo Alexandre, começou por dizer que “é importante que as pessoas percebam que em termos de audiências o jornalismo não está em crise”. Segundo o jornalista, as audiências até aumentaram com a pandemia de Covid-19, mas “o que as pessoas não sabem é que isso não se reflete em retorno publicitário”. Para o diretor adjunto da TSF – Rádio Notícias, “o grande drama do setor” é garantir um modelo económico que permita a sustentabilidade do negócio. Além da pressão económica enfrentada pelos media, Ricardo falou sobre os pontos positivos e negativos da convergência digital, o jornalismo de pandemia e a atenção que o poder público devia dar aos serviços que os orgãos de comunicação social privados prestam ao público que, de acordo com o jornalista, “poderia ter tido outra tipo de compensação e de ajuda” que não aconteceu no caso português.

Veja o vídeo completo da segunda intervenção de Ricardo Alexandre.

Numa ronda final, Ricardo Alexandre respondeu a um ouvinte, que perguntou se a pandemia afetou a liberdade no jornalismo:

Veja as intervenções dos outros jornalistas lusófonos a partir daqui.

Artigos relacionados
AngolaChina

Webinar Plataforma: Jornalistas lusófonos debateram os efeitos da pandemia nos media

AngolaChina

Os efeitos da pandemia nos media: "O jornalismo não voltará a ser o mesmo"

AngolaChina

"A pandemia da desinformação levou a uma situação caótica daquilo que é credível"

AngolaChina

Em Macau "o ano de 2021 será ainda mais difícil para os media"

Assine nossa Newsletter