Só os países pobres reduzem as emissões de carbono - Plataforma Media

Só os países pobres reduzem as emissões de carbono

A redução de emissões de gases com efeito de estufa (GEE) é feita essencialmente pelos europeus mais pobres, indica um estudo. O estudo, “Confrontar a Desigualdade de Carbono”, é da responsabilidade da Oxfam, uma organização internacional presente em mais de 90 países, que procura soluções para a pobreza e a desigualdade

A organização baseia-se num trabalho de investigação do Stockholm Environment Institute sobre as emissões associadas ao consumo de grupos com diferentes rendimentos, entre 1990 e 2015. No documento, a Oxfam começa por afirmar que, apesar das fortes quedas nas emissões de carbono este ano, devido à pandemia de Covid-19, “a crise climática continuou a crescer” e novas pesquisas “mostram como a extrema desigualdade de carbono nas últimas décadas trouxe o mundo à beira do colapso climático”.

E estima que, no mundo, num período (1990-2015) em que as emissões anuais de GEE cresceram quase 60%, e em que as emissões acumuladas duplicaram, os 10% mais ricos do mundo (630 milhões de pessoas) foram responsáveis por 52% das emissões de carbono e os 50% mais pobres (3,1 mil milhões) apenas por 07%. Dos resultados, destaca-se que na União Europeia (UE) os 10% dos mais ricos têm aumentado as emissões de GEE, pelo que as reduções de GEE são resultado dos esforços dos cidadãos com rendimentos médios e baixos.

No período em análise, segundo o estudo, os 10% dos europeus mais ricos foram responsáveis por 27% das emissões de GEE, o mesmo que toda a população mais pobre, enquanto a classe média produziu 46% das emissões. Por outro lado, os europeus mais pobres reduziram as emissões em 24% e os europeus com rendimentos intermédios reduziram em 13%. Os 10% mais ricos não só não reduziram como ainda as aumentaram, em 03%.

Leia mais em Jornal de Angola 

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
BrasilMundo

Brasil fica de fora da conferência do clima e governo de Bolsonaro tenta reverter decisão

Portugal

Clima: Tribunal dos Direitos Humanos dá "luz verde" a processo movido por jovens

BrasilSociedade

Chuva de granizo muda paisagem em Curitiba, no Brasil

ChinaPolítica

Descarbonização da China vai custar mais de 4,25 biliões de euros

Assine nossa Newsletter