OMS aconselha a evitar abraços a familiares durante o Natal - Plataforma Media

OMS aconselha a evitar abraços a familiares durante o Natal

A organização alerta para os comportamentos durante a quadra que se aproxima. Especialistas preocupados com números dos EUA.

O chefe de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS) aconselhou a não se estar demasiado perto de familiares durante a época natalícia e a evitar abraços, de forma a travar a proliferação do novo coronavírus.

Michael Ryan falou durante uma conferência de imprensa ‘online’, na sede da organização, e apoiou-se nos “chocantes” números de casos de covid-19 e de mortos, especialmente nos Estados Unidos, para defender o afastamento entre pessoas próximas durante a quadra natalícia.

O chefe de emergência da OMS respondia a uma questão sobre se os abraços poderiam ser considerados como “contactos próximos” que a agência de saúde das Nações Unidas tem recomendado evitar em zonas com forte propagação do vírus.

“É horrível pensar que estaríamos aqui como Organização Mundial da Saúde a dizer às pessoas para não se abraçarem. É terrível. Mas essa é a realidade brutal em locais como os Estados Unidos, neste momento”, admitiu Michael Ryan.

Leia mais em TSF

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
MundoPolítica

OMS África critica acumulação de vacinas nos países ricos

ChinaSociedade

Covid-19: China defende a sua gestão após críticas de especialistas

Mundo

OMS: Mundo "está à beira de fracasso moral catastrófico"

PolíticaSociedade

Covid-19: UE, OMS e Governo timorense lançam parceria para reforço do combate à doença

Assine nossa Newsletter