Bispos da IURD condenados em Angola por desobediência à Polícia -

Bispos da IURD condenados em Angola por desobediência à Polícia

Uma equipa de juízes da 8.ª Secção do Tribunal de Comarca do Benfica, liderada por Jair Correia Víctor, condenou, ontem, os bispos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), António Miguel Ferraz, João Mário, José Caquinda, Zacarias Mateba, Tito da Silva e José Rocha por crime de desobediência à autoridade e injúria contra polícias a penas de 45 dias de prisão e ao pagamento de multa de 200 mil Kwanzas

Os bispos da ala brasileira e da Comissão da Reforma da referida igreja foram condenados a pena de 45 dias de prisão, a uma multa de 200 mil Kwanzas por perda e danos morais e 80 mil Kwanzas, cada um, de taxa de justiça. Os 45 dias de prisão maior foram convertidos em multas.

A par dos seis líderes religiosos acima referidos, o tribunal absolveu dois fiéis da aludida congregação religiosa, incluindo pastores, destes crimes em que teve entre as vítimas o comandante da referida esquadra, intendente Ventura Domingos Turras João.

Os oito cidadãos nacionais e um brasileiro (José Rocha), que se encontra em Angola desde 2018, foram detidos na noite de Quarta-feira, 18, em flagrante delito, na presença de vários pastores e as suas famílias residentes no condomínio das Laranjeiras, em Talatona.

Leia mais em O País

Artigos relacionados
AngolaSociedade

Procuradoria de Angola fecha três templos da IURD no Cuando Cubango

AngolaBrasil

Religiosos revelam esquema de lavagem de dinheiro da IURD em Angola

AngolaSociedade

PGR angolana encerra e apreende oito templos da IURD no Bié e no Bengo

AngolaSociedade

Procuradoria de Angola encerra templo da IURD na Lunda-Sul

Assine nossa Newsletter