Angola usa meios aéreos no combate à praga de gafanhotos - Plataforma Media

Angola usa meios aéreos no combate à praga de gafanhotos

Está iminente em Angola o emprego de meios aéreos no combate à praga de gafanhotos que afecta os municípios de Mavinga, Rivungo, Dirico, Calai e Cuangar, no Cuando Cubango, para evitar o alastramento a regiões da Zâmbia e Namíbia.

O secretário de Estado para a Agricultura e Pescas, João Cunha, chefiou em Menongue, uma equipa técnica de avaliação, notou que a movimentação da praga é constante e que as viaturas Land-Cruiser utilizadas nas operações de combate, apesar de terem tracção integral (4X4), não se adaptam, devido aos inúmeros obstáculos naturais ao longo dos quase 200 mil quilómetros quadrados de extensão do Cuando Cubango.

“Apesar de a província já ter recebido meios técnicos e viaturas propícias para este tipo de intervenção, os obstáculos e a mobilidade constante dos gafanhotos, os meios terrestres são insuficientes para garantir uma operação que resulte na eliminação rápida dos insectos, pelo que se aconselha o uso de meios aéreos, para se evitar que se alastre para regiões da Zâmbia ou da Namíbia”, disse.

O secretário de Estado revelou que a proposta dos meios aéreos será apresentada no seu regresso a Luanda ao ministro da Agricultura e Pescas, António Assis, como forma de se encontrar a melhor via para o combate à praga de gafanhotos que ameaça o esforço do Governo Provincial centrados na produção agrícola à escala nacional.

Leia mais em Jornal de Angola

Artigos relacionados
Cabo VerdeLusofonia

Agricultores em Cabo Verde entre a abundância e a luta contra pragas e falta de chuva

MoçambiqueSociedade

Moçambique: FAO defende resposta conjunta face a praga de gafanhotos

MoçambiqueSociedade

Moçambique lança “alerta máximo” para praga de gafanhotos no norte

Sociedade

Praga de gafanhotos na Etiópia deixa um milhão de pessoas em emergência alimentar

Assine nossa Newsletter