Início Mundo FBI investiga ligações automáticas que pedem a eleitores que fiquem em casa

FBI investiga ligações automáticas que pedem a eleitores que fiquem em casa

Chamadas de robôs alcançaram 280 dos 317 códigos de área do país nos últimos dias.

O FBI, a polícia federal dos EUA, investiga uma série de ligações automáticas pedindo às pessoas que fiquem em casa no dia da eleição. Nos últimos dias, 280 dos 317 códigos de área do país receberam telefonemas do tipo, segundo levantamento da empresa YouMail. “Olá. Esta é apenas uma chamada de teste. É hora de ficar em casa. Fique seguro e fique em casa”, diz uma das vozes pré-gravadas.

Segundo o jornal The Washington Post, foram feitas mais de 10 milhões dessas ligações pelo país.

Autoridades estaduais dos EUA afirmam acreditar que as chamadas são parte de ao menos duas ações coordenadas do exterior, ainda que a origem da operação não esteja clara. O FBI não comenta a apuração.
Segundo Giulia Porter, vice-presidente da empresa RoboKiller —que combate telemarketing e ligações automáticas—, as chamadas foram feitas milhões de vezes nos últimos 11 meses ou mais, e nesta terça-feira saltaram para a quinta posição na lista das principais ligações de spam.

Houve ainda ações locais que parecem ter objetivos similares. Em Michigan, um telefonema automático na cidade de Flint pedia às pessoas que votassem na quarta-feira (4) para evitar filas longas —o que, na prática, faria com que elas perdessem o prazo para participar da eleição.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!