Ensaios de Oxford fazem crescer esperança de vacina no Natal

Covid-19: ensaios de Oxford fazem crescer esperança de que haverá vacina pelo Natal

Testes revelaram capacidade de gerar imunidade tanto em adultos jovens como em idosos. Grupos de risco serão os primeiros a ser vacinados com licenças para casos de emergência, revela o jornal inglês Independent

A vacina que está a ser desenvolvida pela Universidade de Oxford poderá vir a ser validada e autorizada antes do final do ano, noticia hoje o jornal inglês Independent.

Segundo a mesma reportagem, os dados até agora experimentados revelam que esta potencial vacina gera imunidades similares em jovens e idosos, de acordo com informações da AstraZeneca, farmacêutica envolvida no estudo e testagem.

Os ensaios de imunogenicidade – capacidade de uma substância desencadear uma resposta imunitária do organismo – realizados num conjunto de participantes mais velhos do estudo revelaram que a vacina ativa anticorpos protetores e células T entre os idosos – uma das faixas etárias de maior risco no que diz respeito à Covid-19.

Leia mais em O Jogo

Artigos relacionados
EntrevistaPortugal

"É um risco não aproveitar a capacidade das farmácias para a vacinação contra a gripe e a covid-19"

MundoSociedade

Há 200 candidatas a vacinas contra a Covid-19 na competição mundial

BrasilSociedade

Anvisa autoriza a importação de 6 milhões de doses da vacina Coronavac

MundoSociedade

Vacina contra a Covid-19 da Moderna entra na fase final de testes

Assine nossa Newsletter