União Africana envia 25 observadores às eleições na Guiné-Conacri - Plataforma Media

União Africana envia 25 observadores às eleições na Guiné-Conacri

O presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat, anunciou hoje o envio de uma missão de 25 observadores às eleições presidenciais de domingo na Guiné-Conacri, nas quais o Presidente cessante Alpha Condé procura um terceiro mandato

A missão será liderada pelo ex-primeiro-ministro da República Democrática do Congo Augustin Matata Ponyo e integra 25 observadores, incluindo embaixadores acreditados junto da União Africana (UA), parlamentares pan-africanos, representantes de órgãos de gestão eleitoral, organizações da sociedade civil e instituições académicas africanas.

O objetivo da missão é fazer uma “avaliação imparcial das eleições presidenciais de 18 de outubro na Guiné-Conacri, incluindo o nível de cumprimento das normas para eleições democráticas”, bem como fazer recomendações para a melhoria dos futuros processos eleitorais no país.

Visa ainda, segundo nota da UA, demonstrar a solidariedade e o apoio da organização continental ao processo eleitoral na Guiné-Conacri, “assegurando que a condução das eleições contribui para a consolidação da governação democrática, da paz e da estabilidade”.

O Presidente cessante, Alpha Condé, de 82 anos, primeiro Presidente eleito democraticamente em 2010 após décadas de regimes autoritários na Guiné-Conacri, foi reeleito em 2015 para um segundo mandato e vai tentar agora um terceiro.

 Durante um referendo em março, muito contestado, fez aprovar uma nova Constituição e de seguida considerou, com os seus apoiantes, que o novo texto lhe permite voltar a concorrer ao escrutínio.

 Os seus adversários denunciaram um “golpe de Estado constitucional”. Segundo a oposição, pelo menos 90 pessoas morreram no último ano devido a incidentes durante manifestações contra uma nova candidatura de Condé.

Artigos relacionados
Política

Alpha Condé proclamado presidente para um terceiro mandato na Guiné-Conacri

Guiné-BissauMundo

Guiné-Bissau: Ministro da Defesa nega envio de armas para a Guiné-Conacri

Guiné-BissauPolítica

Presidente da Guiné-Bissau acompanha com “atenção e preocupação” situação na Guiné-Conacri

MundoPolítica

Internet vai abaixo na Guiné Conacri e Exército é mobilizado para os bairros

Assine nossa Newsletter