Xangai vai realizar rastreio de visão para alunos devido à pandemia - Plataforma Media

Xangai vai realizar rastreio de visão para alunos devido à pandemia

A Comissão de Educação de Xangai está a pedir aos departamentos distritais de educação que organizem rastreios de visão para alunos de escolas e jardins de infância. O objetivo é perceber se alguma coisa mudou devido ao tempo mais longo gasto nas aulas em casa e na aprendizagem online devido à pandemia de COVID-19.

No ano passado, a comissão de saúde da cidade revelou que 56,6% dos menores locais sofriam de miopia, 3 pontos percentuais acima do nível nacional, com a incidência a aumentar 1 a 2 pontos percentuais por ano.

O novo recenseamento visual insere-se numa campanha de um mês, em toda a cidade, para promover a consciencialização sobre a saúde ocular e a prevenção e controlo da miopia.

Foi pedido aos gabinetes de educação que apresentem resultados precisos e detetem problemas relacionados com os olhos, que emitem avisos e tomem medidas de intervenção numa fase precoce.

Os pais das crianças que se encontram com pouca visão serão orientados a levar os seus filhos a instituições médicas para posterior exame e tratamento. Aqueles com miopia a desenvolverem-se rapidamente precisarão de uma intervenção especial para prevenir a hipermiopia.

Às escolas foi pedido que reduzam os encargos académicos dos alunos, aumentem as atividades ao ar livre e os exercícios físicos, guiem o uso razoável de dispositivos digitais e melhorem ambientes de estudo, como iluminação adequada, mesas e cadeiras, para proteger a visão dos alunos.

Há também apelos a institutos de cuidados oculares, hospitais, escolas, famílias e outros sectores da sociedade para promover a importância da prevenção e controlo da miopia.

Leia mais em Shanghai Daily

Este artigo está disponível em: English 繁體中文

Artigos relacionados
BrasilChina

Entidades da China e Brasil assinam compromissos para desenvolver projetos energéticos

Desporto

Maratona de Xangai reúne quase 9.000 participantes apesar do coronavírus

MacauSociedade

Quarentena para quem vem de certas zonas de Xangai e Tianjin

ChinaEconomia

'Baby boomers' entram na velhice, mudando a sociedade e a economia

Assine nossa Newsletter