Cristiano Ronaldo arrisca ser acusado de crime por se juntar à seleção - Plataforma Media

Cristiano Ronaldo arrisca ser acusado de crime por se juntar à seleção

O capitão da seleção nacional desrespeitou as regras italianas de isolamento da covid-19 e está agora a contas com a justiça italiana.

Depois de terem sido detetados dois casos de infeção no staff da Juventus, Cristiano Ronaldo e todo o plantel da equipa italiana estavam em isolamento preventivo num hotel. Os atletas só podiam sair da unidade hoteleira para treinar e jogar e estavam proibidos de contactar com pessoas que não fossem do grupo, enquanto não fossem conhecidos os resultados do segundo teste à covid-19.

Ainda sem qualquer resposta, Cristiano Ronaldo deixou o hotel para se juntar esta terça-feira à seleção nacional. Mas não foi o único a desrespeitar as regras. Bentancur, Cuadrado, Danilo e Dybala viajaram para as respetivas seleções, enquanto Buffon e Demiral foram para casa.

Leia mais em Jornal de Notícias.

Artigos relacionados
DesportoPortugal

FIFA revela os candidatos aos prémios The Best. CR7 na lista

DesportoPortugal

Cristiano Ronaldo, Luís Figo, José Mourinho e Jorge Mendes na corrida a melhores do Século XXI

DesportoPortugal

"Já disse isso muitas vezes no passado: Ronaldo é o melhor futebolista da história"

LifestylePortugal

Há um cavalo que custa mais que Ronaldo e Messi juntos

Assine nossa Newsletter