Aurora boreal, o novo enigma do Titanic - Plataforma Media

Aurora boreal, o novo enigma do Titanic

Pesquisadora acredita que uma aurora boreal afetou os equipamentos de navegação do barco, causando o acidente

Objeto de estudo há mais de um século, o Titanic, considerado um dos navios mais icônicos da história da navegação, está de novo nos holofotes. Por meio de um estudo publicado na Royal Meteorological Society, Mila Zinkova, pesquisadora da Universidade da Califórnia, afirma que uma Aurora Boreal pode ter causado o acidente da famosa embarcação. De acordo com a teoria, em 15 de abril de 1912, data do naufrágio, a região do Atlântico Norte foi atingida por uma tempestade geomagnética causada por uma Aurora Boreal. No caso, o impacto teria sido tão intenso que desconfigurou os aparelhos de navegação, como bússolas e rádios comunicadores.

“A tempestade geomagnética pode ter sido tão grande que influenciou a navegação de maneira significativa. Mesmo que a bússola tenha se movido apenas um grau, pode ter feito toda a diferença”, afirma Mila.

Leia mais em IstoÉ.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Artigos relacionados
LifestyleMundo

Viagens turísticas aos destroços do Titanic

Assine nossa Newsletter