Imagem da China no Ocidente continua em queda por pandemia - Plataforma Media

Imagem da China no Ocidente continua em queda por pandemia

As opiniões ocidentais sobre a China azedaram em meio à pandemia de covid-19, com números recordes em países desenvolvidos que veem a potência asiática de forma desfavorável – aponta uma pesquisa divulgada nesta terça-feira (6).

Um estudo realizado em 14 países pelo Instituto Pew mostrou uma forte deterioração na percepção da China nos Estados Unidos, cujo presidente, Donald Trump, tenta repetidamente apontar a China como responsável pela pandemia.

Entre os americanos, 73% têm uma imagem desfavorável da China, o que implica um aumento de 20 pontos percentuais desde que Trump iniciou seu mandato em 2017 com uma agenda nacionalista.

A percepção negativa da China é especialmente alta na Austrália, que enfrenta represálias de seu principal parceiro comercial, ao mesmo tempo em que mantém sua aliança com os Estados Unidos.

Atualmente, 81% dos australianos avaliam a China negativamente, 24 pontos percentuais a mais do que há um ano, diz o estudo.

Em países como Grã-Bretanha, Canadá, Alemanha, Holanda, Coreia do Sul, Espanha e Suécia, a rejeição da China está em seu nível mais alto.

A China inicialmente abafou as notícias da misteriosa doença respiratória quando ela apareceu em Wuhan, no ano passado.

Nos países pesquisados, 61% disseram que a China lidou mal com o surto de coronavírus.

A única nação, ou instituição, que obteve piores avaliações foi os Estados Unidos, país que contabiliza um quinto das mais de um milhão de mortes por covid-19 no mundo.

Um estudo anterior da Pew indicou que a imagem dos Estados Unidos atingiu seus piores níveis em outras democracias ricas, à medida que a desconfiança em relação à liderança de Trump foi crescendo em face da pandemia.

A última pesquisa marcou uma mudança na imagem positiva que a China tinha no Ocidente na década de 2000.

O desgosto com a China também foi alimentado por suas políticas comerciais, sua questionada qualificação dos direitos humanos e suas atitudes em relação aos vizinhos.

Artigos relacionados
ChinaPolítica

Pompeo acusa a China de ser o maior perigo para a liberdade religiosa

ChinaEconomia

China iniciou o quinto plenário com a economia e a relação com os EUA em foco

Editorial

Os Punhos da Diplomacia

ChinaPolítica

Embaixador dos EUA em Lisboa diz que Portugal tem de escolher entre EUA e China

Assine nossa Newsletter