Messi supera Cristiano Ronaldo em ranking de influência no Marketing - Plataforma Media

Messi supera Cristiano Ronaldo em ranking de influência no Marketing

Por uma pequena diferença, Messi superou Cristiano Ronaldo como o atleta mais influente no Marketing. Num ranking divulgado pela SportsPro em parceria com a consultora Nielsen, o argentino do Barcelona aparece com dois pontos à frente do português da Juventus

De acordo com a SportsPro, são contabilizados os dados dos media sociais para calcular a pontuação de “influenciador” de cada atleta. São quatro os critérios considerados na análise: relevância, alcance, retorno e ressonância nas redes sociais, noticia o UOL.

O terceiro colocado na lista é o jogador de basquete LeBron James. O indiano Virat Kohli, do críquete, e a tenista canadiana Bianca Andeescu surgem no quarto e quinto lugares, respetivamente.

Neymar, o terceiro jogador de futebol a aparecer na lista, é o sexto colocado com 107 pontos. Outros dois jogadores de futebol aparecem entre os dez primeiros do ranking. O egipcio Salah, do Liverpool, e o argentino Paulo Dybala, da Juventus, aparecem em nono e décimo, respetivamente.

Eis a lista completa:

1 – Lionel Messi (Argentina – Futebol) – 115 pontos

2 – Cristiano Ronaldo (Portugal – Futebol) 113 pontos

3 – LeBron James (Estados Unidos – Basquete) 110 pontos

4 – Virat Kohli (Índia – Críquete) – 109 pontos

5 – Bianca Andreescu (Canadá – Ténis) – 107 pontos

6 – Neymar (Brasil – Futebol) – 107 pontos

7 – Khabib Nurmagomedov (Rússia – MMA) – 106 pontos

8 – Rohit Sharma (Índia – Críquete) – 103 pontos

9 – Mohamed Salah (Egito – Futebol) – 103 pontos

10 – Paulo Dybala (Argentina – Futebol) – 100 pontos

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
São Tomé e PríncipeSociedade

Pinto da Costa é o mais rico de São Tomé e Príncipe

Cabo VerdeSociedade

Jorge Carlos Fonseca é o mais rico de Cabo Verde

Guiné-BissauSociedade

Carlos Gomes Júnior é o mais rico da Guiné-Bissau

AngolaSociedade

Excessos da Polícia podem baixar Angola no ranking africano dos direitos humanos

Assine nossa Newsletter