A estratégia indígena. Sem casos de Covid-19 - Plataforma Media

A estratégia indígena. Sem casos de Covid-19

Os povos Kaikuros, do Alto Xingu, conseguiram o feito de não ter nenhuma morte por Covid-19. O segredo para essa vitória foi a capacidade de antecipação, a organização, o respeito aos protocolos e a preocupação mútua

Os povos indígenas historicamente têm menos acesso ao sistema de saúde nacional. Isso acontece por vários motivos. Um deles é o fato de muitos desses povos ocuparem áreas remotas. Outro é o menosprezo étnico a respeito da cultura dos índios, que é multifacetada, rica em elementos e especificidades, mas que acaba sendo estereotipada. Sempre lhes faltaram profissionais de saúde, atenção básica médica e hospitais próximos aos seus territórios. Esse ano, o quadro ficou pior. Os povos indígenas foram frontalmente atingidos pela pandemia do novo coronavírus. São cerca de 150 grupos afetados e mais de 800 óbitos, em todo Brasil. A maioria das vítimas são pessoas idosas cujo conhecimento fará falta e não será transmitido de geração para geração. A região do Xingu, no Mato Grosso é um território demarcado que abriga 109 povos diferentes e quase todas foram atingidas severamente pela doença, mas houve um diferencial de sucesso contra a pandemia: a aldeia Ipatse dos Kuikuros.

Leia mais em Istoé

Assine nossa Newsletter