TAAG perde 155 milhões de dólares em seis meses, revela CEO - Plataforma Media

TAAG perde 155 milhões de dólares em seis meses, revela CEO

A TAAG registou perdas homólogas de 155 milhões de dólares em receita ordinária nos últimos seis meses, declarou o presidente da Comissão Executiva da companhia ao programa Especial Informação transmitido pela TPA na quinta-feira, defendendo a reabertura gradual da actividade aeroportuária no país.

Rui Carreira afirmou que, ao longo dos últimos seis meses, quando se sucedem declarações de estado de excepção decretadas para conter a expansão da pandemia da Covid-19, a situação operacional de companhia degradou-se, notando que, no regresso à actividade, é efectuada uma média de 10 voos por semana, muito abaixo dos 245 do mesmo período do ano passado.

Com base nestes dados, o gestor da TAAG entende ser fundamental a reabertura da actividade aeroportuária, para devolver o movimento às pessoas, cargas e meios, “pois a paragem gera prejuízos incontáveis”.  Rui carreira concorda com a Associação Internacional dos Transportes Aéreos (IATA) e coloca o ano 2024 como o da retoma do equilíbrio económico da companhia, ao mesmo tempo que lembra que o sector aéreo representa cerca de 4,0 por cento do Produto Interno Bruto.

Leia mais em Jornal de Angola.

Artigos relacionados
AngolaEconomia

Privatização da TAAG prevista para 2022

MundoSociedade

Indústria aérea japonesa a lutar pela sobrevivência

Cabo VerdePolítica

Cabo Verde reabre para voos comerciais internacionais na segunda-feira

BrasilPortugal

Vai nascer uma fábrica de aviões no Alentejo. E promete criar 1200 empregos

Assine nossa Newsletter