Advogado pede a diplomacia portuguesa para visitar ativista luso-chinês detido no interior da China - Plataforma Media

Advogado pede a diplomacia portuguesa para visitar ativista luso-chinês detido no interior da China

O advogado Lu Siwei pede ajuda à diplomacia portuguesa para impedir que os 12 residentes de Hong Kong detidos em Shenzhen fiquem esquecidos no que descreve como as malhas opacas do sistema judicial chinês.

“O consulado ou a embaixada de Portugal devem pedir para ver o cidadão português imediatamente. Talvez isto ajude os outros detidos”, defendeu, em declarações à TDM-Rádio Macau.

O jovem com nacionalidade portuguesa e chinesa que integra o grupo de 12 residentes de Hong Kong detidos no interior da China é Kok Tsz Lun, estudante da Universidade de Hong Kong, e acusado de participação em motim nos protestos pró-democracia do ano passado na antiga colónia britânica.

Leia mais em TDM

Assine nossa Newsletter