Venezuela volta à "quarentena radical" - Plataforma Media

Venezuela volta à “quarentena radical”

A Venezuela volta esta segunda-feira à “quarentena radical” depois de registar 922 novos casos em 24 horas e seis mortes associadas à covid-19, anunciou o presidente Nicolás Maduro.

“Este 31 de agosto, inicia a quarentena radical em todo o país (…) é necessária a quarentena para poder romper as cadeias de contágio”, disse Nicolás Maduro à televisão estatal venezuelana.

O regresso à quarentena tem lugar depois de uma semana de flexibilização das regras que permitiu que além dos setores básicos, funcionassem também bancos, lojas de ferragem, cabeleireiros, têxteis, calçado, química e oficinas mecânicas, entre outros.

Por outro lado, a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, explicou que dos 922 novos casos confirmados, 825 foram por transmissão comunitária e 97 importados da Colômbia, do Brasil e do Peru.

O Distrito Capital, com 322 novos casos confirmados, foi a região do país com maior número de contágios, seguindo-se os Estados de Miranda (178), Bolívar (48) e Nova Esparta (47).

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Assine nossa Newsletter