Escola Internacional Americana é a melhor de Moçambique - Plataforma Media

Escola Internacional Americana é a melhor de Moçambique

Um ranking publicado pela Africa Trendy revela as melhores escolas internacionais de Moçambique. A Escola Internacional Americana de Moçambique (AISM), situada no Bairro da Costa do Sol em Maputo, surge como a mais conceituada

A AISM opera no idioma inglês. Tem várias formas de ensino desde a creche até aos cursos preparatórios ao estilo das universidades dos Estados Unidos da América.

A escola é reconhecida e apoiada pelas autoridades norte-americanas e oferece um programa de diploma do bacharelato internacional, bem como o IB Middle Years Program e o IB Primary Years Program.

Na segunda posição surge a Escola Internacional de Maputo (MIS), fundada em 1975. Famílias de expatraidos e alguns moçambicanos colocam ali os seus filhos para estudarem. Membro da AISA, possui o currículo britânico, desde a creche até ao acesso ao ensino superior.

A escola prepara os alunos no sentido destes poderem aceder aos exames estabelecidos pelo Cambridge Internactional Examinations Board (CIE).

A Escola Internacional do Salgueiro (EIS) encerra o pódio. Com cursos baseados na língua inglesa, a EIS atmbém possui cursos adicionais em português. São seguidos currículos moçambicanos com elementos do sistema britânico de Cambridge.

Na quarta posição aparece a Escola Internacional Grandeur situada na capital Maputo. Trata-se de uma escola internacional de língua inglesa com um currículo primário de preparatório baseado no Curriculum Calvert de Maryland, Baltimore, nos Estados Unidos da América. Contudo, no ensino médio a escola usa o currículo de Cambrige.

A Escola Internacional do Chimoio (CIS) ocupa a quinta posição do ranking. É uma escola baseada na língua inglesa desde o berçãrio até à 13.ª série, com ênfase no currículo inglês de Cambridge. Instalações de embarque estão disponíveis.

Na sexta posição surge a Escola Internacional Enko Riverside situada em Polana, na cidade de Maputo. Os currículos que são apresentados aos alunos são os de Cambridge. Todas as admissões são feitas através de um teste.

O sétimo lugar é ocupado pela Escola Francesa de Maputo (EFM). A educação, sendo maioritariamente feita em francês, também é feita em inglês. O português é igualmente ensinado como língua estrangeira. As certificações desta escola podem ser feitas em inglês, português, espanhol, francês e alemão. Opera sob a tutela do Ministério dos Negócios Estrangeiros francês.

As oitava, nona e décima posições do ranking são ocupadas pela mesma escola, mas em localizações diferentes: Escola Internacional Stella Maris (SMIS), na Beira, em Nampula e em Quelimane, respetivamente.

A SMIS é uma instituição privada criada em 2000 e abraça a diversidade cultural, promovendo a excelência na educação seguindo o currículo de Cambridge.

Africa Trendy é uma empresa de média digital para rankings baseados em opiniões e com crowdsourcing em praticamente tudo.

Este artigo está disponível em: English

Related posts
MacauSociedade

Aulas em Macau não vão ser suspensas, diz Wong Ka Ki

ChinaSociedade

Duas empresas chinesas construirão 1.000 escolas no Iraque

AngolaSociedade

Angola defende Educação para prevenção de crimes

LusofoniaMacau

Marcelo e Ho aplaudem cooperação no ensino superior

Assine nossa Newsletter