Fundo partidário paga empresas de dirigentes, salário de parentes, de amigos e de políticos sem mandato - Plataforma Media

Fundo partidário paga empresas de dirigentes, salário de parentes, de amigos e de políticos sem mandato

Jair Bolsonaro

Legendas gastaram R$ 937 milhões em 2019. A maior parte saiu dos cofres públicos

A análise detalhada das prestações de contas entregues à Justiça Eleitoral mostra que no ano passado vários partidos mantiveram a prática de usar verba pública não só para remunerar seus dirigentes, mas também empresas ligadas a eles, amigos, parentes e políticos que fracassaram nas urnas.

Ao todo, R$ 937 milhões foram gastos em 2019, sendo a maior parte dinheiro público —essa fatia, em torno de 90% do total, foi distribuída às legendas na proporção do desempenho que elas tiveram nas últimas eleições para deputado federal.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Assine nossa Newsletter