A revolta saiu à rua em Beirute e desta vez o fumo no ar veio do gás lacrimogéneo - Plataforma Media

A revolta saiu à rua em Beirute e desta vez o fumo no ar veio do gás lacrimogéneo

Milhares de pessoas manifestaram-se este sábado nas ruas da capital libanesa contra o governo pela alegada negligência que causou a explosão no porto de Beirute. Houve confrontos com a polícia de choque

No meio da gigante zona de desastre que é Beirute, depois da explosão de terça-feira no porto, milhares de pessoas foram hoje para as suas ruas protestar. Um protesto contra o governo pela aparente negligência das autoridades que explicará a explosão de toneladas de nitrato de amónio num armazém do porto de Beirute.

Forças de segurança e manifestantes concentrados na Baixa de Beirute, durante o protesto contra o governo por causa da explosáo de terça-feira. Foto: Anwar AMRO / AFP

Alguns dos manifestantes levavam laços pretos, em sinal de luto pelos que morreram na explosão de terça-feira. A tragédia causou pelo menos 150 vítimas mortais, cinco mil feridos e 300 mil desalojados mas os números não param de aumentar e ainda há muitos desaparecidos entre os escombros.

A polícia de choque em Beirute, artilhada contra os manifestantes. Anwar AMRO / AFP
Manifestantes em Beirute no meio do gás lacrimogéneo. Anwar AMRO / AFP
Confrontos entre manifestantes e a polícia de intervenção nas ruas de Beirute. Anwar AMRO / AFP
Assine nossa Newsletter