Suspeito da morte de Bruno Candé fica em prisão preventiva - Plataforma Media

Suspeito da morte de Bruno Candé fica em prisão preventiva

O suspeito da morte do ator que morreu baleado no sábado em Moscavide vai aguardar o julgamento em prisão preventiva, adiantou esta segunda-feira à agência Lusa fonte judicial

Segundo a mesma fonte, o homem de 76 anos foi ouvido esta manhã no Tribunal de Loures (distrito de Lisboa), tendo-se “remetido ao silêncio”.

Num comunicado divulgado no sábado, a família de Bruno Candé Marques referiu que o ator “foi alvejado à queima-roupa, com quatro tiros, na rua principal de Moscavide”, e que “o seu assassino já o havia ameaçado de morte três dias antes, proferindo vários insultos racistas”.

Leia mais em Jornal de Notícias

Assine nossa Newsletter