Angola com mais duas mortes e 29 novas infecções nas últimas 24 horas - Plataforma Media

Angola com mais duas mortes e 29 novas infecções nas últimas 24 horas

A situação epidemiológica do país voltou a alterar com o registo de mais duas mortes, 29 casos positivos e cinco recuperações, nas últimas 24, anunciou hoje, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública.

O secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola, Franco Mufinda anunciou hoje mais 29 casos de covid-19 e dois óbitos

Os casos foram todos diagnosticados na província de Luanda e dizem respeito a onze cidadãos de sexo feminino e dezoito de sexo masculino, entre as quais um de nacionalidade cubana, com idades entre os 15 e 56 anos.

Hoje registaram-se também as mortes de dois doentes angolanos, de 56 e 60 anos que estavam internados no Hospital Militar e na Clinica da Sagrada

Foram também recuperadas cinco pessoas, adiantou.

Angola soma assim 880 casos, dos quais 35 resultaram em morte, 241 doentes foram recuperados e 604 estão em fase ativa da doença, com treze em estado crítico.

Os laboratórios processaram 710 amostras através do teste de biologia molecular (RT-PCR), tendo sido colhidas até agora 56.194 amostras.

Foram também testadas 521 pessoas com testes serológicos (testes rápidos) das quais, 36 foram reativas, indicando que tiveram exposição ao vírus ou se encontram numa fase ativa da doença.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 627 mil mortos e infetou mais de 15,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Em África, há 16.697 mortos confirmados em mais de 787 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné Equatorial lidera em número de infeções e de mortos (2.350 casos e 51 mortos), apesar de ter revisto em baixa os casos após vários dias sem atualizações, seguida de Cabo Verde (2.220 casos e 22 mortos), Guiné-Bissau (1.949 casos e 26 mortos), Moçambique (1.590 casos e 11 mortos), Angola (880 infetados e 35 mortos) e São Tomé e Príncipe (749 casos e 14 mortos).

Assine nossa Newsletter