Estátua de ativista negra que substituiu traficante de escravos foi removida em Bristol

por Rute Coelho

A escultura da ativista negra Jen Reid foi removida nesta quinta-feira, pouco mais de 24 horas depois de ter sido ali colocada para substituir a estátua do traficande de escravos Edward Colston, em Bristol, no Reino Unido

Artista britânico não tinha permissão de autoridades locais para instalar escultura. Usando cordas e um guindaste, funcionários da administração local retiraram a nova estátua, de autoria do artista britânico Marc Quinn, porque ela foi instalada sem permissão.

De acordo com uma porta-voz do conselho de Bristol, a escultura será levada para um museu onde Quinn poderá recuperá-la ou doá-la para a coleção municipal. O artista, entretanto, será o responsável pelos custos de remoção.

Intitulada “A Surge of Power” (uma onda de poder), a escultura feita por Quinn havia sido colocada, na quarta-feira (15), sobre o pedestal onde antes ficava a estátua de Colston. A operação relâmpago durou 15 minutos.

A estátua de Colston foi derrubada e jogada em um rio no início de junho durante uma manifestação antirracista. Estima-se que o escravocrata britânico esteve envolvido com as mortes de cerca de 19 mil negros escravizados nas Américas e no Caribe no século 17.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!