Milionários querem aumento de impostos para ajudar recuperação

Milionários querem aumento de impostos para financiar a recuperação mundial

Carta aberta de 83 donos de grandes fortunas pede mais impostos sobre milionários para financiar a recuperação mundial da crise provocada pela pandemia de covid-19.

É com uma carta aberta que 83 milionários de sete países (EUA, Canadá, Reino Unido, Nova Zelândia, Alemanha, Dinamarca e Holanda) instam os seus governos a aumentar os impostos sobre, precisamente, os mais ricos. Consideram que este é o único caminho para apoiar a recuperação da economia mundial depois da crise provocada pela pandemia de covid-19, cujos efeitos, acreditam, vão prolongar-se durante muitos anos.

“À medida que a covid-19 atinge todo o Mundo, milionários e bilionários como nós têm um papel importante a desempenhar no Mundo”. Assim começa a missiva assinada por nomes como Abigail Disney (produtora de filmes), Jerry Greenfield (um dos fundadores da Ben and Jerry”s) e Mariana Bozesan (investidora em startups e filantropista).

Salientam que não são eles quem cuida “dos doentes nas unidades de cuidados intensivos”, nem conduzem as ambulâncias que transportam os doentes ou fazem o reabastecimento dos supermercados. “Mas temos dinheiro, muito. Dinheiro que é extremamente necessário agora e que vai continuar a ser necessário nos próximos anos, à medida que o Mundo recupera desta crise. Hoje, nós, milionários que assinamos esta carta, pedimos aos nossos governos que subam os impostos sobre pessoas como nós. Imediatamente. Substancialmente. Permanentemente”.

“É a escolha certa”

Estes mais de 80 milionários reconhecem que os efeitos da crise vão perdurar durante décadas, vão deixar milhares de pessoas em situação de pobreza e centenas de milhões vão ficar desempregadas, além das crianças que perderam o acesso às escolas e “não têm acesso aos recursos que precisam para continuar a sua aprendizagem”. A falta de camas nos hospitais, de máscaras e de ventiladores são “uma lembrança diária dos investimentos inadequados feitos nos sistemas públicos de saúde”.

Leia mais em Jornal de Notícias

Este artigo está disponível em: English

Artigos relacionados
ChinaSociedade

Província chinesa regista três casos importados de Portugal

Cabo VerdeEconomia

Cabo Verde já recebeu 19 milhões de euros em apoios da União Europeia

PortugalSociedade

Novos casos estabilizam em Portugal mas internados estão a aumentar

ChinaSociedade

China testou vacinas em 60 mil pessoas "sem efeitos adversos sérios"

Assine nossa Newsletter