Livro de Bolton confirma táticas de guerra contra a Venezuela - Plataforma Media

Livro de Bolton confirma táticas de guerra contra a Venezuela

O livro do ex-conselheiro de Segurança Nacional, John Bolton, detalha as expectativas da administração Trump em relação a um possível golpe de estado contra o Presidente venezuelano Nicolás Maduro

Além de confirmar denúncias do governo bolivariano contra Washington, o documento revela, passo a passo, as ações desestabilizadoras dos Estados Unidos contra a Venezuela, como parte da estratégia de “guerra híbrida”, noticia o site Brasil 247.

Os Estados Unidos bloquearam todos os bens públicos da Venezuela que estavam depositados ou fixados em solo norte-americano. Começando pela empresa Citgo Petroleum, filial norte-americana da PDVSA, a empresa estatal de petróleo venezuelana. No livro, Bolton confirma que a direção nomeada pelo deputado Juan Guaidó foi indicada por ele e os seus assessores.

O autoproclamado presidente interino Juan Guaidó também indicou para representar interesses venezuelanos em processos judiciais nos tribunais norte-americanos o procurador José Ignácio Hernández, outro nome vinculado às empresas que se queriam apropriar da estatal venezuelana .

O áudio intercetado de uma ligação telefónica entre Hernández e David Malpass, presidente do Banco Mundial, mostra que o representante da Oposição venezuelana concordava com a entrega dos bens estatais em processos judiciais interpostos por empresas estrangeiras.

As sanções contra a indústria petrolífera venezuelana são debatidas por Washington antes ainda da autoproclamação de Guaidó, em janeiro de 2019, como confirma Bolton no seu livro. “Trump queria garantias de acesso aos recursos petroleiros pós Maduro”, escreveu o ex-assessor do Presidente norte-americano.

Depois das revelações feitas pelo governo bolivariano, José Ignácio Hernández renunciou ao cargo.

Nas últimas semanas também se tornaram públicas algumas transações financeiras de transferências dos ativos venezuelanos para contas da Reserva Federal dos Estados Unidos.

Artigos relacionados
MundoPolítica

Invasão do Capitólio: a mentalidade apocalíptica da extrema direita global

MundoPolítica

O casal Biden esperou para entrar à porta da Casa Branca. O "porteiro" fora demitido horas antes

MundoPolítica

Trump concede a venezuelanos nos EUA proteção contra deportação por 18 meses

MundoPolítica

Capitólio evacuado por fumo nos arredores e "ameaça externa"

Assine nossa Newsletter