Trump pede mão pesada contra manifestantes e propõe enviar Exército - Plataforma Media

Trump pede mão pesada contra manifestantes e propõe enviar Exército

O presidente dos Estados Unidos pediu hoje mão pesada contra os manifestantes em Minneapolis, Estado do Minnesota, que apelidou de “esquerda radical” e expressou disponibilidade para enviar o exército para reprimir os protestos contra a morte de George Floyd.

“Temos o exército preparado e disposto. Se [as autoridades do Minnesota] quiserem chamar o exército, podemos ter as tropas no terreno muito rápido”, afirmou Donald Trump, em declarações feitas aos jornalistas em Washington, antes da partida para a Flórida, onde assistiu ao lançamento da missão espacial Dragon Demo-2, da NASA e da empresa privada SpaceX.

O presidente apelidou os manifestantes de antifascistas e acusou-os de pertencerem à “esquerda radical”, considerando que as autoridades do Minnesota deveriam ser “mais duras e fortes, porque sendo duras a memória de George Floyd é honrada”.

Na segunda-feira, George Floyd, um afro-americano de 40 anos, morreu enquanto era detido pela polícia de Minneapolis, desencadeando uma onda de protestos e motins contra a brutalidade policial nessa cidade e noutras partes do país, desencadeando várias altercações.

O Governador do Minnesota, Tim Waltz, ordenou hoje a mobilização completa da Guarda Nacional (um corpo de reserva) para lidar com a situação em Minneapolis, onde um recolher obrigatório noturno declarado na sexta-feira com a duração de dois dias não conseguiu travar os protestos.

“A noite passada foi uma piada de que isto era sobre a morte de George Floyd. Foi atacar a sociedade civil, instigar o medo e perturbar as nossas grandes cidades. Temos visto mais gente de fora da cidade, isto é inaceitável”, opinou Waltz, que acrescentou que a “dinâmica” mudou desde terça-feira, quando as manifestações eram pacíficas.

Artigos relacionados
MundoPolítica

"Trump sabe que será preso se não tiver uma 'carta livre da prisão'"

MundoPolítica

Quatro polícias franceses acusados por agressão brutal a produtor negro

Editorial

Presidentes da Europa

Sociedade

Epidemiologista Anthony Fauci prevê "explosão" de casos após Ação de Graças

Assine nossa Newsletter