IGAPE de Angola pretende privatizar mais 13 unidades industriais - Plataforma Media

IGAPE de Angola pretende privatizar mais 13 unidades industriais

Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE) de Angola pretende privatizar mais 13 unidades industriais da Zona Económica Especial (ZEE) Luanda-Bengo, tendo para esse efeito anunciado quinta-feira em Luanda o lançamento de um concurso público internacional.

O comunicado do IGAPE informa que as unidades industriais são a Indupackage, ligada ao fabrico de embalagens metálicas, Betonar (pré-fabricados e pré-esforçados de betão), Galvanang (galvanização a quente), Inducarpin (carpintaria), Induplas (sacos de plásticos), Indutive (tintas e vernizes) e Mangotal (torres metálicas).

A lista inclui a Pipeline (tubos de PVC), Telhafel (telhas metálicas), Transplas (acessórios de PVC PE), Vedatela (vedações de arames), Absor (absorventes) e a Saciango (sacos de cimento).

Os documentos relativos ao concurso podem ser consultados nos endereços http://www.ucm.minfin.gov.ao/cs/groups/public/documents/document/aw4x/mtc5/~edisp/minfin1179339.pdf e http://www.ucm.minfin.gov.ao/cs/groups/public/documents/document/aw4x/mtc5/~edisp/minfin1179338.pdf.

Este processo segue-se a um outro, ocorrido entre 28 de Fevereiro e 31 de Maio de 2019, quando o IGAPE colocou à venda um lote de sete unidades industriais da ZEE – Univitro (transformação de vidro), Juntex (de argamassa), Carton (cartonagem), Absor (absorventes), Indugidet (produtos de higiene e detergentes), Coberlen (cobertores) e Saciango (sacos de cimento).

Após apreciação das propostas recebidas, a Comissão de Negociação do IGAPE decidiu adjudicar a Carton, Indugidet, Juntex, Univitro e Coberlan aos concorrentes Angoalissar, Azoria, Ecoindustry e Zeepack, tendo ficado de fora as empresas Absor e Saciango.

As unidades submetidas as privatizações nestas duas fases fazem parte de um lote de 52 que se encontram em diferentes estágios de desenvolvimento – 26 totalmente implantadas, 20 semi-acabadas (já com lote vedado, armazém e escritórios) e sete ainda em contentores.

A ZEE é um espaço dotado de benefícios fiscais e vantagens competitivas, uma propriedade do Estado com 21 reservas, sendo sete industriais, seis para agricultura e oito para ​​​​​​​actividade de exploração mineira.

Artigos relacionados
EconomiaMacau

Analistas defendem adiamento do concurso público para o jogo

Portugal

Concurso premeia deteção de plásticos com verba até 500 mil euros

Uncategorized

Bienal de Gaia lança concurso para promover criatividade em tempo de pandemia

Assine nossa Newsletter