FOTÓGRAFO, “MAIOR DO QUE A VIDA”, MORREU MANUEL CARDOSO - Plataforma Media

FOTÓGRAFO, “MAIOR DO QUE A VIDA”, MORREU MANUEL CARDOSO

 

Muitos o conheciam, poucos sabiam que ele se encontrava doente, internado desde há dias no hospital de Macau. Manuel Cardoso, 66 anos, fotógrafo, natural de Macau, não resistiu a uma crise cardíaca e a sua morte, ampliada nas redes sociais, constituiu uma surpresa que logo deu lugar à consternação.

Sabia-se que ele “andava por aí”, a tirar fotografias, que publicava no FB, repetindo lugares e paisagens, que todos os dias as mesmas coisas já são outras, no vício que resistou a uma carreira que foi colorida e que é fundamental para a memória de Macau nos últimos 40 anos.

As suas fotografias permanecem, assim como o vazio na sua família, e nos muitos amigos que deixa um pouco por todo o  mundo.

O funeral realiza-se hoje, pelas 11 horas, no cemitério de S. Miguel.

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter