MAHJONG NA MIRA DA LUTA ANTICORRUPÇÃO - Plataforma Media

MAHJONG NA MIRA DA LUTA ANTICORRUPÇÃO

 

O jornal oficial do Partido Comunista Chinês criticou os políticos que jogam ‘mahjong’, considerando que “o fenómeno de as elites comunistas irem para retiros rurais para se divertirem, jogar ‘mahjong’ e póquer tem mesmo de acabar”.

Os chineses jogam este jogo há séculos, havendo até relatos de que o popular jogo foi inventado pelo filósofo Confúcio, mas alguns membros dirigentes comunistas estão a levar o jogo demasiado longe, lê-se num comentário no Diário do Povo, o jornal oficial do Partido Comunista Chinês.

Jogado normalmente entre quatro pessoas, o ‘mahjong’ é um dos passatempos mais habituais entre a população chinesa, utilizando-se fichas que se assemelham a um dominó, em espaços privados ou públicos.

No artigo, em que se criticam as apostas feitas em nome de “acrescentar um bocadinho de entusiasmo”, defende-se também o fim dos gastos estatais “em visitas históricas a sítios sob o nome de ‘estudo’, quando vão simplesmente a um sítio qualquer antigo divertir-se”.

O comentário publicado no jornal foi o último de uma série de artigos contra a extravagância dos responsáveis governamentais, numa altura em que o Presidente, Xi Jinping, tenta melhorar a imagem do Partido comunista, em resposta às críticas generalizadas sobre a corrupção endémica.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter