C.Y.LEUNG CORRIGE POSIÇÃO SOBRE POBRES - Plataforma Media

C.Y.LEUNG CORRIGE POSIÇÃO SOBRE POBRES

 

O chefe do Executivo de Hong Kong, Leung Chun-ying, pediu desculpas pelo comentário em que sugeriu que uma eleição aberta a todos levaria a que as políticas fossem definidas para agradar aos pobres.

CY Leung disse ainda que os setores do desporto e da religião não contribuíam para a economia da cidade.

“Percebo agora que devia ter sido mais claro nalguns pontos. Peço desculpas por ter causado mal-entendidos e preocupações entre as camadas de base, no setor religioso e no setor desportivo”, disse o líder do Governo antes de uma reunião com o Conselho Executivo, citado pelo South China Morning Post.

As declarações de CY Leung foram feitas quando este tentava explicar a meios de comunicação internacionais porque é necessário que os potenciais candidatos às eleições para chefe do Executivo em 2017 sejam selecionados por um comité.

Neste contexto, Leung explicou que se o público fosse autorizado a votar nos candidatos que queria, esses candidatos teriam de se focar em ganhar o apoio dos eleitores com baixos rendimentos. “Se fosse apenas um jogo de números e uma representação numérica, então obviamente que estaríamos a falar com metade da população de Hong Kong que ganha menos de 1.800 dólares por mês (cerca de 1.400 euros)”, disse o chefe do Executivo de Hong Kong, em declarações aos jornais Financial Times, Wall Street Journal e Internacional New York Times.

No passado passado, CY Leung disse também que ter representantes de “alguns setores que não contribuem para a economia, como o religioso ou o desportivo” no comité que vai selecionar os candidatos, mostra que o sistema abraça uma “representação equilibrada”.

 

Este artigo está disponível em: 繁體中文

Assine nossa Newsletter