Avanço do PIB mostra que economia pode crescer com baixa inflação

O ministro Fernando Haddad (Fazenda) afirmou na terça (4) que o resultado do PIB do primeiro trimestre, que subiu 0,8% em relação ao trimestre anterior, é uma demonstração de que a economia brasileira pode crescer com baixa inflação, de maneira sustentável.

por Nelson Moura

“No ano passado, crescemos com a inflação caindo e, neste ano, continuamos crescendo com a inflação caindo. Esse deve ser o objetivo da política econômica. Não estamos descuidando de uma coisa ou de outra. Estamos gerando emprego e de olho na inflação”, disse Haddad em Roma, ao ser questionado se o resultado positivo, depois de dois trimestres de resultados próximos de zero, poderia restringir margens para corte de juros.

“O crescimento do PIB vem em linha com as projeções da Fazenda. O Banco Central tem meta de inflação, não tem outra. Se não, não poderíamos sonhar com a possibilidade de crescer com baixa inflação”, afirmou.

Segundo ele, a projeção de crescimento para o ano continua em 2,5 por cento, acima dos 2,2 por cento previstos inicialmente. Mas fez a ressalva de que o impacto das enchentes no Rio Grande do Sul ainda é uma incerteza.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Pode também interessar

Contate-nos

Meio de comunicação social generalista, com foco na relação entre os Países de Língua Portuguesa e a China

Plataforma Studio

Newsletter

Subscreva a Newsletter Plataforma para se manter a par de tudo!